quarta-feira, 16 de março de 2011

IPv6

Palavras-chave: IPv6, IPng.

Fig. 1 - Ipv6 fase I e IPv6 fase II.

A internet cresce mais e mais a cada dia. Prova deste fato está na quantidade de aplicações e serviços disponíveis.

Mas como acessamos todos esses conteúdos?

Bem, todo o conteúdo on-line, telefones, PDAs e TVs com acesso a internet e usuários possuem um endereço IP (Internet Protocol). É através deste limitado número que conseguimos acessar nossas redes sociais, enviar e-mails, fazer downloads, entre outras coisas.

A atual versão, o IPv4, está se esgotando. Este protocolo de 32 bits (pouco mais de 4 bilhões de endereços) será gradativamente substituído pelo IPv6 com 128 bits (3,40x10E38 endereços).

Para postergar o esgotamento do IPv4 algumas soluções foram propostas, mas com algumas limitações que acabariam afetando o desempenho.

O orgão por trás desse novo protocolo, a IETF (Internet Engineering Task Force), elaborou uma série de especificações para definir o IPv6 (inicialmente com o nome de IPng). A principal rede IPv6 em operação/teste é a 6bone e conecta laboratóros da Dinamarca, França e Japão desde 1996.

O IPv6 terá recursos que não estavam no IPv4. Dentre os mais importantes estão o cabeçalho simplificado, suporte multicast (não há suporte para broadcast), segurança IPsec (criptografia de pacote de dados), melhor desempenho em tempo real, etc.

Grandes empresas mostraram-se interessadas e já estão efetuando testes, mas devido a utilização em larga escala do IPv4, certamente a migração completa para IPv6 levará alguns anos.

Materiais/Links relacionados

IPv6 Ready - http://www.ipv6ready.org/
-

Nenhum comentário: