quinta-feira, 31 de março de 2011

Antena Wireless Pringles

Palavras-chave: Antena Pringles, Wireless Pringles.

Existem inumeros tutoriais pela internet explicando como montar uma antena wireless com tubo de batatas pringles. Aqui, proponho a montagem que fiz recentemente.

Material necessário

1 Tubo de batata Pringles (limpo!);
1 Conector macho tipo N;
1 Conector fêmea tipo N;
1 Conector fêmea SMA (depende do adaptador wireless utilizado);
1 Adaptador wireless (USB ou PCMCIA) com antena destacável;
3 centímetros de fio rígido 1,5 mm2 utilizado em instalação elétrica;
1 metro de cabo coaxial 50 ohms;
Ferro de solda;
Estanho;
Alicate;
Estilete.

Montagem

Inicialmente iremos fazer um furo no tubo. A distância é medida a partir do fundo da lata e leva em conta a frequência do sinal (2,4GHz).

Assim, meça 8,4 centímetros e faça um furinho. Neste ponto deverá ficar a posição central do conector fêmea tipo N. Com ajuda do estilete recorte ao redor o suficiente para o conector entrar sem folgas. Figura 1.

Fig. 1 - Tubo de Pringles furado (8,4 cm partindo do fundo).

Retire a capa do fio 1,5 mm2 utilizado em instalação elétrica e solde no conector fêmea tipo N conforme a Figura 2.

Fig. 2 - Conector fêmea com fio 1,5 mm2 soldado.

Em seguida coloque o conector (com o fio já soldado) no tubo pelo lado de dentro como mostra a Figura 3.

Fig. 3 - Tubo com o conector instalado.

Agora iremos montar o cabo. Um detalhe importante é que o cabo utilizado nos conectores tipo N em questão é o RGC-213. Além de caro, ele é rígido e possui uma bitola muito grande para o conector SMA. Desta forma, há uma emenda no cabo que montei e apresento na Figura 4.

Fig. 4 - Cabo montado (conector SMA e N respectivamente).

Vale dizer que os cabos foram soldados, isolados com fita isolante, enrolado com papel alumínio e fechado com fita isolante. Esta é uma tentativa de diminuir interferências no sinal devido a emenda.

As Figuras 5 e 6 mostram os conectores tipo N e o adaptador wireless USB.

Fig. 5 - Conectores fêmea e macho tipo N.

Fig. 6 - Adaptador wireless USB.

Teste

Para testar a antena e medir a qualidade do sinal utilizei o software inSSIDer (para Win 7 e Linux), Figura 7. Há também o NetStumbler (para Win XP).

Fig. 7 - inSSIDer.

Ainda não foi possível ligar a antena no roteador wireless e verificar a máxima distância que consigo detectar o sinal.

Conclusão

Está antena é ótima para fins didáticos, mas o custo para montagem pode ser alto.

Materiais/Links relacionados


-

Nenhum comentário: