quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Filtros

Filtro Passa Alta e Passa Baixa: Como os próprios nomes indicam, são filtros que permitem a passagem do sinal (por exemplo de aúdio) acima (High Pass) ou abaixo (Low Pass) de uma determinada freqüência, chamada de freqüência de corte. Esta freqüência de corte situa-se no ponto onde há uma atenuação de 3dB em relação ao sinal que não está sendo filtrado. Estes dispositivos são comuns em diversos equipamentos de aúdio.

Slope: Diferentemente dos filtros passa-alta e passa-baixa, não ocorre um corte abrupto na freqüência, mas sim progressivo a partir da freqüência de corte. A velocidade com que este corte é efetuado é definido por um parâmetro chamado slope, relacionado com a inclinação da reta a partir da freqüência de corte. Quando mais abrupta a queda de energia a partir da freqüência de corte maior o slope. Assim, quanto mais suave, menor o slope. Os valores de slope são dados geralmente em dB/8va, ou seja, a quantidade de decibeis atenuados a cada oitava além da freqüência de corte. As vezes o slope é referido tambèm por seu número de ordem, sendo que cada ordem equivale a 6dB/8va. Por via de regra, quanto maior a ordem do filtro, mais preciso será o controle oferecido por ele.

Passa Banda: É uma combinação dos filtros passa-alta e passa-baixa em que se pode definir uma freqüência de corte inferior e outra superior. Muito utilizado em sistemas de som e crossovers (divisores de freqüências para caixas acústicas).

Shelving: Este filtro opera em todas as freqüências a partir da freqüência de corte. Ele cria uma transição entre uma região extrema (extremo grave ou no extremo agudo) do espectro e a região central.

Peak: Permitem um maior controle das faixas de freqüências a serem filtradas. Os parâmetros que definem sua atuação são: Freqüência de corte; quantidade de atenuação e Q (quality)*.

* O Fator Q: Este fator pode ser entendido como a ressonância do filtro. Quando Q é alto, a curva de ressonância do filtro é estreita, atuando numa faixa limitada de freqüência. Quando Q é baixo, a curva de ressonância é mais larga e o filtro atua numa faixa maior do espectro de freqüências. Podemos definir Q como a razão entre a freqüência de corte e a largura da banda da curva de ressonância (esta largura é definida pelos dois pontos que estão 3dB abaixo da freqüência de corte).

Q = fc / f2 - f1

fc = √ f2 . f1

Notch: São filtros capazes de rejeitar uma faixa bastante estreita de freqüências. Sua utilização é recomendada quando o sinal a ser atenuado é bem definido. Pelo fato de atuar em faixas reduzidas de freqüências, filtros notch interferem pouco na qualidade do sinal.

Nenhum comentário: